e-Revista Facitec, Vol. 1, No 13 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

HEIDEGGER E A EDUCAÇÃO: A (IM)POSSIBILIDADE DE UMA PEDAGOGIA DO CUIDADO

Olyver Tavares

Resumo


O presente artigo intenta refutar a ideia de que a educação possa conduzir o educando ao que Heidegger denomina de existência autêntica. Muitos estudiosos, que buscam entender as possíveis contribuições de Martin Heidegger para a educação pós-moderna, defendem essa ideia. Para estes estudiosos, uma pedagogia que considerasse o cuidado (Sorge) seria capaz de atingir tal meta. Para atingir o objetivo proposto, primeiramente, se apresentará, de forma sucinta, os traços essenciais da analítica existencial, desenvolvida por Heidegger em Ser e Tempo. Num segundo momento, será caracterizada a pedagogia do cuidado. E, por fim, tentar-se-á fundamentar a insustentabilidade de tal pedagogia dentro do pensamento da Heidegger.Palavras-chave: Heidegger. Dasein. Educação. Pedagogia do Cuidado.

Texto Completo: PDF