Igualitária: Revista do Curso de História da Estácio BH, No 7 (2016)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Um olhar para a periferia: o processo de favelização na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Francis Albert Cotta, Marcilene da Silva

Resumo


Partindo da análise da constituição de algumas favelas da Capital Mineira lança-se o olhar para o processo de favelização na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Observa-se que várias favelas da RMBH surgiram em torno de conjuntos habitacionais, muitos deles construídos para receber indivíduos de baixo poder econômico e/ou oriundos das áreas de subúrbio situadas em Belo Horizonte. As pessoas realocadas, no processo de adaptação às novas realidades, desenvolvem estratégias coletivas permeadas pela reapropriação do espaço físico e simbólico, o que se traduz no ambiente físico que circunda os primeiros conjuntos habitacionais. Todo esse processo desemboca num ciclo vicioso de constante re-favelização, uma vez que junto aos conjuntos habitacionais são criadas novas favelas, nas quais se podem observar muitos moradores egressos dos conjuntos habitacionais, e que por sua vez vieram de favelas tradicionais existentes no entorno de Belo Horizonte.

Texto Completo: PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Igualitária: Revista do Curso de História da Estácio BH © 2012 Todos os direitos reservados.