Igualitária: Revista do Curso de História da Estácio BH, No 2 (2013)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Políticas Públicas histórico-patrimoniais: a deliberação e a efetividade do Conselho de Patrimônio Cultural de Formiga-MG

Pedro Henrique Porto Coelho, Leandro Pena Catão

Resumo


O presente artigo propõe uma breve noção sobre a função dos conselhos de patrimônio e a importância do seu papel na preservação dentro da lógica do desenvolvimento social, político e econômico regional e local. O discurso que vislumbra a preocupação com a preservação e proteção do patrimônio com a criação dos conselhos municipais no Brasil a partir da democratização do país e da municipalização, em que o poder local ganha maior autonomia para o desenvolvimento sócio-urbano. As discussões patrimoniais nesses “órgãos híbridos” representados pelo poder público e sociedade civil passaram por diversas dificuldades de homogeneidade de interesses, além disso, a ampliação da cidadania pela democracia deliberativa é ambígua e complexa. No caso do Conselho Municipal do Patrimônio Cultural de Formiga-MG, pode-se enxergar as preocupações existentes na área da preservação patrimonial em âmbito local, sobretudo para o desenvolvimento socioeconômico.

Texto Completo: Texto Integral

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Igualitária: Revista do Curso de História da Estácio BH © 2012 Todos os direitos reservados.