Políticas Editoriais

Foco e Escopo


A Revista Multidisciplinar Pey Këyo Científico destina-se à apresentação e discussão de pesquisas e trabalhos no formato de artigos (inéditos) e resenhas que contribuam para a compreensão da realidade em suas múltiplas facetas, compreendendo que a dinamicidade presente na realidade só pode ser entendida em um contexto em que as várias ciências estejam em constante contato e relação. A revista nasce como um espaço em que as múltiplas vozes presentes nas ciências possam ser ouvidas, naquilo que Italo Calvino chama de texto multíplice (1990)1 segundo o modelo de Bakhtin da multiplicidade de sujeitos, vozes e olhares sobre o mundo, debatendo e visando divulgar temas e questões contemporâneos das várias áreas do saber científico (Ciências Agrárias, Biológicas, Saúde, Exatas, Humanas, Sociais Aplicadas, Engenharias).

A escolha do nome Pey Këyo (caminho em Yanomami) para a revista científica do Centro Universitário Estácio da Amazônia, faz-nos entender que esta instituição compreende a importância da diversidade cultural, e das múltiplas vozes que compõem o caleidoscópio que é a sociedade. Que Pey këyo signifique para este periódico um caminho para a construção e discussão do saber e da ciência, para a proliferação do debate acadêmico e lançamento de novas idéias que de maneira multidisciplinar possam ensejar novos rumos para a pesquisa.

A Revista publicará trabalhos inéditos (com resumos em português e inglês), elaborados no contexto das diversas áreas do conhecimento, em seus sentidos mais amplos. Especial atenção é concedida a trabalhos que contribuam para a investigação e esclarecimento de aspectos fundamentais da sociedade, buscando, ao mesmo tempo, captar sua singularidade e inseri-los no contexto global mais amplo de que fazem parte.

A Revista Multidisciplinar Pey Këyo Científico do Centro Universitário Estácio da Amazônia nasceu precisamente da constatação da pouco produção científica existente na região norte do Brasil. Ainda existe na região norte do país por vários motivos (questões econômicas, políticas, investimentos) uma pouca produção de periódicos acadêmicos. Se essa realidade mostra-se problemática nos grandes centros da região (Manaus – AM e Belém – PA) ela se complexifica exponencialmente quando lança-se um olhar para as outras cidades da região, onde salvo a presença das IES federais, e neste caso das Universidades, a produção acadêmica é inexistente.

Ela nasce, assim, com a ambição de iniciar uma nova forma de intervenção no debate intelectual, fundada na concepção de que é possível criar um espaço voltado simultaneamente para a divulgação e confrontação de resultados de pesquisa e idéias presentes em produções acadêmicas. (relatos de experiência; e outras atividades relacionadas ao fazer científico)

Podemos caracterizar como objetivos gerais da Revista Multidisciplinar Pey Këyo Científico, divulgar debates atuais da disciplina e estimular a pesquisa e a reflexão teórica. Essa ambição se exprime na própria estrutura da revista, que, além de artigos de fundo, resenhas, trabalhará com entrevistas e traduções sempre que possível.

A expectativa é de se atingir uma abrangência nacional da publicação, transcendendo marcos institucionais mais estreitos. Tal intuito será garantido pela composição de seu Conselho Editorial e Consultivo e pela qualidade das contribuições, sujeitas a rigorosas normas de avaliação e publicação. A revista multidisciplinar Pey Këyo Científico terá periodicidade semestral, publicando seus números nos meses de Outubro e Abril. A revista receberá artigos e resenhas em fluxo contínuo. A revista é produzida em versão eletrônica, no endereço http://periodicos.estacio.br/index.php/pkcroraima. O primeiro número apresentará artigos com temática livre.

O processo de regulamentação ocorre conforme as normas estabelecidas pelo Centro Brasileiro do ISSN/IBICT, ou seja, buscamos a atribuição de ISSN à Revista Multidisciplinar Pey Këyo Científico por ela se caracterizar como uma publicação em série. Assim será possível pleitear a revista junto a CAPES para que ela seja avaliada e obtenha a classificação Qualis.

 

Objetivo:

Publicar artigos e resenhas provenientes de grupos de pesquisa, resultados de pesquisa, no contexto da multidisciplinaridade.

 

Estrutura Organizacional:

A revista é formada por dois conselhos distintos. O primeiro é o Conselho Editorial propriamente dito que será formado por membros titulares do núcleo de pesquisa da Faculdade Estácio da Amazônia. O segundo conselho, denominado Consultivo, será formado por profissionais das múltiplas áreas especificadas acima, que corresponde o caráter multidisciplinar da revista.

O primeiro conselho se subdivide em Coordenadorias de áreas, que receberão e pré-selecionarão os artigos recebidos em suas distintas áreas, encaminhando posteriormente os pré-selecionados para dois pareceristas ad hoc, havendo discrepância entre os pareceres, o artigo será encaminhado a um terceiro parecerista.

 

Procedimento das Coordenadorias de Área

As Coordenadorias de Área serão responsáveis por se reunir pelo menos uma vez por mês para debater os textos recebidos e deliberar pelo envio ou não para os pareceristas ad hoc. Cada Coordenadoria terá de um a dois responsáveis (Coordenador de Área) que será responsável por dar os encaminhamentos burocráticos, como distribuir cópias dos textos recebidos para os outros membros da coordenadoria e caberá a ele informar aos outros membros do conselho editorial sobre qualquer eventual problema em sua coordenadoria.

 

 

Jakson Hansen Marques

Núcleo de Pesquisa

Centro Universitário Estácio da Amazônia

 

 

Políticas de Seção

Artigos

Insira aqui a política desta seção

Selecionado Submissões Abertas Selecionado Indexado Selecionado Avaliado por Pares
 

Processo de Avaliação por Pares

A avaliação dos artigos é feita por pares, pelo método Double Blind Review, onde cada artigo é avaliado por dois pareceristas especialistas na área com elevada titulação acadêmica. Por este sistema, os arquivos são avaliados sem a identificação de autoria.

Procedimento das Coordenadorias de Área

As Coordenadorias de Área serão responsáveis por se reunir pelo menos uma vez por mês para debater os textos recebidos e deliberar pelo envio ou não para os pareceristas ad hoc. Cada Coordenadoria terá de um a dois responsáveis (Coordenador de Área) que será responsável por dar os encaminhamentos burocráticos, como distribuir cópias dos textos recebidos para os outros membros da coordenadoria e caberá a ele informar aos outros membros do conselho editorial sobre qualquer eventual problema em sua coordenadoria.

Os critérios para a avaliação dos artigos levam em conta relevância do tema, clareza do texto, adequação da bibliografia, estruturação e desenvolvimento teórico, metodologia utilizada, e contribuições oferecidas para a área.

 

Periodicidade

O formato da publicação é on-line e a periodicidade da revista é semestral com publicações nos meses de outubro e maio

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...