Revista Educação e Cultura Contemporânea, Vol. 6, No 13 (2009)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Argumentação, Metáforas e Labirintos

Marcio Silveira Lemgruber

Resumo


Resumo
Este artigo aborda, com o referencial da teoria da argumentação de Chaïm Perelman, o papel das analogias e metáforas como recursos argumentativos, sobretudo no sentido de servirem de fundamento para concepções epistemológicas e pedagógicas. Aponta algumas metáforas educacionais sobre a relação professor aluno. Destaca a metáfora do labirinto, trazendo interpretações sobre narrativas da mitologia e estudos sobre a tipologia e resolução de labirintos. Recorrendo à literatura, especialmente aos contos labirínticos abertos de Jorge Luis Borges, esboça a exploração de suas contribuições para se pensar a complexidade e a educação, em tempos de internet e hipertexto.

Palavras-chave: Teoria da argumentação. Metáforas. Labirinto.

Texto Completo: PDF

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.


Revista Educação e Cultura Contemporânea 2004-2019 | Universidade Estácio de Sá
ISSN online: 2238-1279

A REEDUC encontra-se indexada nas seguintes plataformas:
DOAJ PKP Google Acadêmico Periódicos CAPES
Educ@ Latindex BEE Clase UAM Livre Livre