Revista Educação e Cultura Contemporânea, Vol. 17, No 51 (2020)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Produção de audiolivros e representações sociais: a inclusão escolar de crianças e adolescentes cegos na Amazônia paraense

Kássya Christinna Oliveira Rodrigues, Ivanilde Apoluceno de Oliveira, Samara Tavares Silva

Resumo


Este estudo objetiva investigar as Representações Sociais elaboradas por professoras sobre a produção do recurso de Tecnologia Assistiva-TA no formato do audiolivro disponibilizados para crianças e adolescentes cegos(as) da Amazônia Paraense. Trata-se de uma pesquisa de campo (MARCONDES, 2010) de abordagem qualitativa do tipo pesquisa-ação (THIOLLENT, 2009). Tem como participantes três professoras voluntárias no projeto “Audiolivros sons literários e inclusão” que atuam com a produção e tratamento dos audiolivros, as mesmas são tratadas por nomes fictícios. Respeitam-se neste estudo questões éticas em pesquisas que envolvem seres humanos (TEIXEIRA; OLIVEIRA, 2010). Realiza-se estudo sobre a Tecnologia Assistiva (BERSCH, 2017), a Teoria das Representações Sociais (MOSCOVICI, 2015; OLIVEIRA, 2006) e a Inclusão Escolar. Entre os resultados, identificou-se que algumas representações sociais elaboradas pelas professoras sobre a produção dos audiolivros permitem ancorar novos sentidos para práticas inclusivas com pessoas cegas; algumas representações sociais sobre as pessoas cegas ainda estão objetivadas por esses sujeitos.

Palavras-chave: Audiolivro. Inclusão escolar. Pessoa cega. Representações sociais. Tecnologia assistiva.

Texto Completo: PDF

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.


Revista Educação e Cultura Contemporânea 2004-2019 | Universidade Estácio de Sá
ISSN online: 2238-1279

A REEDUC encontra-se indexada nas seguintes plataformas:
DOAJ PKP Google Acadêmico Periódicos CAPES
Educ@ Latindex BEE Clase UAM Livre Livre