HÓRUS, Vol. 10, No 1 (2015)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

ABSENTEÍSMO DA EQUIPE DE ENFERMAGEM DAS UTI ADULTO NO BRASIL: REVISÃO INTEGRATIVA

Reinaldo dos Santos Moura, Francisco Joilsom Carvalho Saraiva, Maria do Socorro Alécio Barbosa, Valeria Pedrosa de Lima, Ailza Maria Cartaxo Sampaio Tomé, Waleska Duarte Melo Albuquerque

Resumo


A equipe de enfermagem do nível médio é altamente qualificada para desenvolvimento de suas competências técnicas, por serum item diferencial na dinâmica laboral das UTI, entretanto, há que se garantir primeiramente o número suficiente de pessoal de enfermagem para desempenhar tais atividades. O absenteísmo é a ausência dos trabalhadores em suas atividades laborais, onerando um gasto financeiro para a organização, a queda na qualidade da assistência e uma sobrecarga de trabalho com a insatisfação dos profissionais assíduos. Objetivo: descrever as causas desencadeantes do absenteísmo da equipe de enfermagem do nível médio das UTI adulto do Brasil, através das fontes bibliográficas científicas. Método: revisão integrativa, através da busca online nas bases de dados Google Scholcare na Biblioteca Virtual de Saúde: BDENF, SCIELO e LILIACS, com o recorte temporal proposto entre os anos de 2008 a 2014 e para o tratamento dos dados foi utilizado à análise de conteúdo. Resultados e Discussão dos Dados: foram encontrados 10 artigos originais científicos, agrupado em quadros conforme ano de publicação, periódicos, objetivos, metodologia e conclusão. Conclusão: evidenciou-se que as causas do absenteísmo são as licenças médicas por doenças profissionais, gestacionais, maternidade e por acompanhamento de filhos aos médicos. 


Texto Completo: PDF

Revista Horus - ISSN: 1679-9267 - endereço eletrônico: horus@estacio.br