Revista Eletrônica Estácio Saúde, Vol. 9, No 1 (2020)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

CONTATO PRECOCE PELE A PELE ENTRE MÃE E RECÉM-NASCIDO: CONTRIBUIÇÕES DA ENFERMAGEM EM UMA MATERNIDADE DE SÃO JOSÉ/SC

Beatriz Scotti de Oliveira, Samara Gabriela Batista, Rafaela Vivian Valcarenghi, Alba Rita da Silva Mattos, Juliana Bittencourt Brand Correia, Ana Cristina Oliveira da Silva Hoffmann

Resumo


Objetivo: Verificar as contribuições da enfermagem no estabelecimento do contato precoce pele a pele do binômio mãe/recém-nascido em uma Maternidade de São José/SC.  Metodologia: Pesquisa qualitativa, do tipo descritiva. Os sujeitos do estudo foram seis enfermeiros que atuavam no Centro Obstétrico e Emergência Obstétrica da Maternidade. As entrevistas aconteceram em agosto de 2018, e o texto da transcrição foi tratado pela análise de conteúdo de Bardin. Resultados: Desvelam-se quatro categorias: Significado do contato pele a pele: Percepção do Enfermeiro; Dificuldades na promoção do contato pele a pele; Benefícios do cuidado pele a pele; e Atuação do Enfermeiro no contato pele a pele – Atenção básica e Maternidade. Conclusão: Embora os enfermeiros entrevistados demonstrassem conhecimento satisfatório sobre os cuidados de enfermagem no contato pele a pele imediato, notaram-se fragilidades na prática das etapas do processo, razão pela qual se recomenda investimento em programas de capacitação e/ou atualização dos profissionais de enfermagem.


Texto Completo: PDF

Resultado de imagem para latindex